Presidenta Dilma, precisamos falar com você! -PR

Impostos.

Essa é a palavra que mais atrasa e assusta qualquer consumidor brasileiro de exportações. Qualquer produto comprado internacionalmente chega com mais de 50% de seu valor revertido em impostos.

O alto valor tributário em importações tem uma face prejudicial para aqueles que precisam de matéria prima não produzida aqui, estilistas que dependem de  outros países para a produção de suas peças sofrem com este gasto.

 

O resultado é que o produto final de um estilista brasileiro acaba saindo pelo mesmo preço, ou muitas vezes mais caro, que de uma marca internacional.

Solução para isso seria a produção destes tecidos aqui, para isso seria necessário não apenas os equipamentos utilizados, máquinas de costura, tecelagem, como também mão de obra especializada.

A indústria da moda é segunda maior geradora de empregos no Brasil. São muitos envolvidos para que chegue até o consumidor o novo casaco da coleção inverno. Desde o estilista, suas costureiras, aquele que cultiva algodão e o colhe, fábricas de tecido, as transportadoras, produtores, os próprio lojistas, as belas modelos, maquiadores e cabeleireiros, a lista é enorme… Todos eles sofrem com a falta de preocupação e incentivo por parte do Governo Federal.

A importação de matéria prima é apenas um dos problemas, faltam incentivos à industria.

É essencial a criação de cursos que sejam ofertados publicamente para melhoria de mão de obra (mais uma vez falhas nos programas direcionados
à edução), para que esta seja especializada e com qualidade superior.

Não há compreensão da importância de grandes eventos de moda, nem mesmo apoio para que esses se realizem e divulguem o trabalho nacional.

Já existem incentivos e apoios direcionados a cultura, há a mesma necessidade nesse setor.O Brasil precisa estar preparado para concorrer com outros países, se superar.

Conscientes disso vários estilistas se uniram na última edição da São Paulo Fashion Week juntamente com Paulo Borges, CEO da Luminosidade, empresa organizadora do SPFW, iniciando uma campanha “Presidente Dilma, precisamos falar com você! A moda Agradece”.

A manifestação tem como objetivo a criação de novas políticas que auxiliem os produtores de moda nacionais. Algo já existente no país,  um exemplo desses auxílios são os benefícios cedidos as empresas automobilísticas.

A redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para carros teve uma baixa de cerca de 7% em seu valor final segundo Sindicato do Comércio Varejista, o que aumentou em 22% a venda de carros. Vale lembrar que a indústria automobilística não gera tantos empregos quanto a da moda, é preciso entender quais as maiores dificuldades enfrentadas, como foi feito com as indústrias de carros, e planejar soluções eficientes.

Durante o último dia de desfiles do 6º Paraná Business Collection os estilistas paranaenses aderiram a campanha, usando a mesma camiseta no fim dos desfiles.

A Moda brasileira, geradora de empregos, construtora de tendências, composta por pessoas conscientes,  tem muito há crescer e se desenvolver. Para isso é necessário incentivo nacional por parte do governo e dos consumidores, que deem preferência as marcas produzidas aqui.

Precisamos de uma população brasileira que não seja nacionalista apenas nos jogos de futebol, mas que encoraje seu país em todas as suas produções. Também precisamos de um governo que realmente se importe com as necessidades de seus contribuintes.

E que os produtores da moda nacional continuem se unindo para repensar a forma de produção e viabilização de seu produto, valorizando todas as áreas envolvidas do setor que são brasileiras, para que estas sejam as consumidas.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Presidenta Dilma, precisamos falar com você! -PR

  1. Imposto de importação de tecido não é nem de longe o problema para a indústria da moda no Brasil e o IPI para vestuário, em alguns segmentos, é de 0%. A causa é muito válida, mas os dados e argumentos apresentados na reportagem bastante inocentes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s