Jardineira

Reportagem: Stephany Hübbe
Edição: Daniel Souza

O que você acha  de fazer uma viagem aos anos 90 e aproveitar os looks retros?

 Na verdade você não precisa mais viajar no tempo pra usar um dos looks mais conhecidos dessa época.

A jardineira é um visual que está vindo com tudo nesse verão, o jeans mais leve e claro  da um toque feminino na peça que originalmente era masculina.

1

Foto: Divulgação

Combinado com os acessórios certos forma um visual mais despojado e por incrível que pareça pode ser tornar elegante.

2

Foto: Divulgação

Tem dúvidas de onde encontrar essa peça para comprar?

Acessórios para meninas R$ 79,90 

Asos $ 80,09 

Aqui só não vende a mãe  R$ 79,90

Anúncios

Estampa de azulejo

Reportagem: Stephany Hübbe
Edição: Daniel Souza

A estampa de azulejo é uma peça constituída por montagens com cores, como branco e tons de azul, que transformam o look e dão a ele um ar mais jovial, a estampa de azulejo também é conhecida como de porcelana. Essa peça se transformou em uma peça única no armário das mulheres.

1

Foto: Divulgação

Originalmente seria uma tendência veranista, porém se propagou e agora pode ser notada em looks tanto pro verão quanto pro inverno tendo a diferença na intensidade das cores, estampa clara no fundo escuro dando uma ar mais quente e estampa escura no fundo claro transformando-a em uma peça mais leve.

2

Foto: Divulgação

Tem dúvidas de onde encontrar essa peça para vender?

Primadonna 85,00

Olook 119,00

Mercado livre 89,00

 

As séries da minha vida

Reportagem: Bruna Morais

Edição: Andressa Stival

Quem gosta de moda está sempre “de olho” nos figurinos das suas séries preferidas. Aliás, muitas delas estão se destacando não só pela história, mas também pelas roupas dos personagens.

Por isso, nós fizemos uma coletânea de séries incríveis que merecem destaque por seus figurinos.

Sex and the City

Carrie, Charlotte, Miranda e Samantha deram vida a uns dos seriados que mais agitaram o mundo da moda. Com figurinos assinados por Patrícia Field, as seis temporadas retrataram a vida de quatro mulheres de meia idade.

Imagem

Foto: Divulgação

Imagem

Foto: Divulgação

Imagem

Foto: Divulgação

Gossip Girl

Lançado em 2007, teve seis temporadas e retratou a vida dos estudantes do Upper East Side. Assim como Sex and the City, passou-se em New York e foi MUITO reconhecida por seus figurinos. As primeiras temporadas trabalhavam com looks mais jovens, porém, com o avanço dos episódios, os figurinos passaram a ser mais sofisticados e adultos.

Imagem

Foto: Divulgação

Imagem

Foto: Divulgação

Imagem

Foto: Divulgação

Pretty Little Liars

Segundos os fãs da série, PLL é uma mistura de Gossip Girl com “Eu seio que vocês fizeram no verão passado”. O cenário da história é Rosewood, na Pensilvânia, e “contorce” o estômago de quem assiste com tanto suspense. Apesar do enredo, a série trabalha cada personagem e sua personalidade, indo do clássico ao esportivo sem medo. Além de serem peças simples e de boas composições, os figurinos são jovens e podem ser adquiridos com mais facilidades que os de Gossip Girl e Sex and the City.

Imagem

Foto: Divulgação

Imagem

Foto: Divulgação

Imagem

Foto: Divulgação

MadMen

A série se passa em 1960 em uma agência de publicidade em New York. Mad Man tem sido largamente elogiada pela crítica, pela história original, atuação e, é claro, pelo figurino. Tão elogiada que a marca Banana Republic criou uma coleção inspirada na série.

Imagem

Foto: Divulgação

Imagem

Foto: Divulgação

Ugly Betty

Com representações bem caricatas, Ugly Betty conta a história de Betty Suarez, uma latina que trabalha em uma revista de moda nos Estados Unidos. A comédia,que retrata o glamuroso mundo da moda, terminou em 2010.

Imagem

Foto: Divulgação

Imagem

Foto: Divulgação

ThaCarrieDiaries

A série é baseada na vida da personagem de Sex And The City, CarrieBradshaw,em 1984. Tem figurinos da época, porém com um toque moderno e jovem.

Imagem

Foto: Divulgação

Imagem

Foto: Divulgação

Bata de Renda em Guipir

 Reportagem: Stephany Hübbe

1

Essa peça primavera/verão vem conquistando cada vez mais seu lugar no armário das mulheres. Isso porque além de ser confortável traz um toque romântico e simples  ao look.

Por ser uma peça leve é adequada à vários estilos e situações. Sendo usada tanto com roupas mais elaborados, como calça e uma jaqueta, quanto com apenas um shorts tornando o look mais básico e prático.

2

A tendência vem sendo aderida também por ser uma peça mais folgada e de fácil uso.

Tem dúvidas de onde encontrar essa peça para vender?

Dona Morena R$ 130.00

Aliexpress  US$ 12.10

Mercado Livre R$ 69.99

Bazar de Moda PUCPR

  Reportagem: Daniel Souza

Fotografia: Ana Sanches 

No último domingo, dia 06 de outubro, aconteceu o Bazar de Moda dos alunos do curso de Design de Moda da PUCPR na Galeria Lúdica. O Bazar teve o intuito de arrecadar fundos para à abertura da empresa júnior de moda. O evento contou com a participação dos alunos de moda que customizavam as roupas e atendiam as pessoas interessadas nos achados do Bazar.

2

4

1

5

Um dos itens que mais chamou a atenção do público, de forma geral, foi o lindíssimo chapéu vintage da Prada que ainda possui sua caixa original.

3

Os participantes do evento chamaram a atenção por seus looks.

Gustavo Francesconi

Gustavo Francesconi

Maria Cecília Westphalen

Maria Cecília Westphalen

Mari Leal

Mari Leal

Vogue Fashion’s Night Out

Reportagem: Camila Costa 

Neste mês Curitiba foi uma das capitais brasileiras privilegiadas com o evento de moda Vogue Fashion’s Night Out, criado em 2009 nos Estados Unidos, pela Diretora Artística da vogue Anna Wintour, conhecida também por repetir roupas em eventos sem medo nenhum de ser feliz. O evento tem o objetivo de modificar as vendas, dando a novas coleções uma inovação para melhor conforto e estimulo do cliente, transformando o ato da procura e da compra em uma experiência prazerosa, cativando-o a voltar às compras.

O Shopping Muller foi o anfitrião desta festa que contou com a participação do Diretor de Moda da Revista Vogue Giovanni Frasson, o colunista Bruno Astuto, a blogueira Camila Coutinho e o ator Rodrigo Simas, entre outros nomes da moda. O evento já percorreu mais de 19 países e pela primeira vez saiu do eixo Rio de Janeiro – São Paulo.

O Workshop com Giovanni Frasson sobre as Tendências do Verão 2014 foi exclusivo para as estudantes de moda de Curitiba. Frasson começou sua apresentação com uma cronologia da moda, explicou que na década de 80 a moda era sinônimo de consumo. Na década de 90, moda era marketing, em 2000 a moda era imagem e atualmente, em nossa década, a moda é o individualismo.

Individualismo, que segundo Frasson irá refletir na moda Verão 2013/2014, para ele esta temporada será a dos opostos, completa ainda que o Street Style é a nova influência para as passarelas. Confira alguns exemplos de oposições para este Verão, segundo Giovanni Frasson.

Passarela

HIP HOP                                      X                      PUNK

HIP HOP X PUNK

Street Style

HIP HOP                             X                   PUNK

HIP HOP X PUNK

Passarela

OVERSIZE               x JUSTO

OVERSIZE x JUSTO

Street Style

OVERSIZE                               X    JUSTO

OVERSIZE X JUSTO

“Cada pessoa tem um estilo diferente. Seja você, seja autentico. Quanto mais você colocar um “dedo seu” em seu visual, mais interessante fica o look.”

Giovanni Frasson. 

 

 

 

 

O exército da PRADA

                                                                                                                  Reportagem: Bruna Morais    Edição: Daniel Souza

Logo: divulgação

Logo: divulgação

A grife italiana, fundada em 1913, detém um dos maiores impérios da moda que já se viu na história. Na época de seu lançamento trabalhava apenas com acessórios de luxo, como malas de viajem e bolsas, mas com o passar do tempo foi construindo peças que deram vida às grandes coleções que faturam hoje cerca de 3,2 bilhões de euros por ano.

Os irmãos Mario e Martino Prada, fundadores da marca, não admitiam que mulheres se envolvessem nos negócios da família, porém foi a filha de Mario, Luisa Prada, quem comandou a grife por quase 20 anos e é a neta dele, Miuccia Prada, quem desenha as coleções até hoje. Além disso, Miuccia trouxe a grife o que ela mais precisava: Ousadia. Ousadia estampada nas campanhas publicitárias, nas peças, na arquitetura das lojas e na identidade da marca.

prada2

Miuccia Prada estilista da grife

A Prada já vestiu desde o Papa – nesse caso calçou-o – até o Diabo, e diante de tudo isso só ganhou no quesito status, chegando ao ponto da editora da Vogue americana, Anna Wintour, declarar “PRADA é o único motivo para alguém assistir à temporada de moda em Milão”.

Com exatamente cem anos de vida a grife têm mais que histórias para contar, têm em cada bolsa e sapato, um pedaço da moda que percorre o mundo, enchendo os olhos de seus admiradores.

E é claro não podemos deixar de lembrar que nesse ano Curitiba ganha uma filial da loja no recém-inaugurado Shopping Pátio Batel.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Urbana Moda arte

Reportagem: Bruna Morais

Fotografia: Camila Costa                                                                                                    

Edição: Daniel Souza

O último dia da feira de profissões da PUC ocorreu no sábado (10), e contou com o desfile, Urbana Moda Arte, das alunas de Design de Moda da universidade. Através de um concurso desenvolvido pela própria PUC, as alunas tiveram a oportunidade de expor o seu talento na semana de moda de Curitiba, e agora as peças retornam ao ambiente acadêmico em uma exposição aos futuros calouros. As peças que compuseram o desfile foram inspiradas em paisagens urbanas, inicialmente foram produzidas em algodão e depois sofreram o processo de grafite como uma interferência urbana.

Mari Leal e sua criação.

Mari Leal e sua criação.

 Segundo a estilista Mari Leal (23) a parte da frente da peça, é mais natural e quando a modelo vira de costas, o detalhe principal é revelado e esse é o diferencial que constrói o conceito do desfile “Quando elas entram na passarela, você tem o mapeamento da cidade, mas quando elas viram a questão da interferência da cultura e da arte vêm à tona” complementou a aluna.

Imagem

Interferência urbana nas roupas.

 Outra estilista que participou do desfile foi a Grazielle Teixeira (21) que disse ter sido inspirada pelo próprio grafiteiro “Pensei em uma roupa ampla, que ele tivesse espaço para trabalhar”.

Imagem

Grazielle Teixeira com a sua peça (costas).

As estudantes que venceram o concurso e montaram a coleção foram: Aline Balbino, Grazielle Teixeira, Kelly, Mariana Leal e Sophia Wood

Além da coleção, as meninas do curso customizaram suas camisetas da PUC e foram suas próprias modelos na feira.

Imagem

Camisetas customizadas (Helen Castanho, Amanda Mendes, Karol Viana, Elisa Mazocco e Jéssica Isadora).

Mercado Vintage: Brechós e Sebo

Texto: Lisandra Fabiani

Fotografia: Camila Costa

Edição: Daniel Souza

Nos dias 15 e 16 de junho de 2013, foi realizado na Galeria Lúdica o Mercado Vintage, o evento reuniu cinco stands entre brechós e um sebo, com o intuito de selecionar os melhores “achados” de Curitiba.

ImagemA organizadora do evento Silvia Henz, comentou que o evento na verdade surgiu a partir de uma de suas ideias, talvez um pouco egoísta, mas bem intencionada, tendo em vista que como ela muitas pessoas não tem tempo de garimpar nos brechós em dias de semana então. Por isso resolveu juntar os brechós que mais se destacam no meio da moda curitibana em um único lugar.  Henz desta vez participou do evento com um estande próprio e comentou que desapegar não é fácil, mas segundo ela, as roupas têm que circular, pois cada uma pertence a uma fase de sua vida e as fases passam, então, o melhor é comprar outras roupas para novas fases.

O Mercado Vintage gerou uma grande oportunidade para os brechós se destacarem. Ana Paula Coelho, vendedora do brechó Balaio de Gato, afirma que o evento permitiu que a loja mostrasse que é diferente dos concorrentes e que seus produtos têm uma identificação maior com o público que circulava por lá.  Melory Felizardo, dona da Fu Chik Acessórios Modernos, defende que com essa oportunidade seus produtos se aproximaram do público destinado, pessoas alternativas e que gostam de moda.

Imagem

O sebo do Joaquim era o único estande que não era voltado para roupas e acessórios. Trouxe uma seleção de livros com a cara do evento, livros de moda, design e romances que chamavam a atenção, porém, não se comparava ao sucesso dos vinis e lps.  Emanuella Siqueira, vendedora do stand, comenta que a participação do sebo no evento possibilitou a entrada de outros produtos no estilo vintage.Imagem

Quanto aquele ultrapassado preconceito de que roupas de brechó são feias e desgastadas Giovanna Marchesine, visitante do Mercado Vintage, afirma “Não tem nenhuma roupa aqui que eu não usaria pela qualidade”. Complementa ainda que o evento estava muito contemporâneo e agradando a todos os públicos presentes. 

Imagem