O STREET STYLE NA PUC

Reportagem: Victor Hugo Reis
Edição: Hellen Albuquerque

É tempo de renovação

Hoje, às 00h00, começa o Horário de Verão brasileiro. Dias mais longos e quentes se aproximam. Uma fase de boas vibrações e anseios. É a época certa para se repaginar.

Nesta estação, as tendências do Folk e Gipsy continuam… Estilos que agregam influências culturais das tribos indígenas, hippies e ciganas.

Apresentam-se por meio de lenços, tecidos texturizados, bordados, peças em camurça, coletes e… Ahhh, as franjas – elas continuam, mas não se esqueça dos acessórios, os detalhes deles é que fazem diferença!

A palheta de cores não poderia ser diferente, muito terrosa com variações para ocre e vermelho. Estampas? Sim, de animais, por favor!

Carolina Toppan, Arquitetura e Urbanismo

Carolina Toppan, Arquitetura e Urbanismo.

Esta é a vibe certa. Entre o Folk e Cigano.

Lorena Sagati, Relações Públicas

Repare na estampa de pavão, flui naturalmente com os cabelos e acessórios extravagantes. Têm cara e coragem? Use!

Repare na estampa de pavão, flui naturalmente com os cabelos e acessórios extravagantes. Têm cara e coragem? Use!

Bruna Marques, Psicologia

As franjas, não preciso mais falar sobre. Detalhe são os Spikes na blusa.

As franjas, não preciso mais falar sobre. Detalhe são os Spikes na blusa.

Ana Simões, Publicidade e Propaganda

Referência do movimento Punk nos anos 1970, os Spikes perduram até hoje – e até a próxima estação.

Referência do movimento Punk nos anos 1970, os Spikes perduram até hoje – e até a próxima estação.

Natalia Rzniski, Arquitetura e Urbanismo

Algumas vezes é preciso mantes pés nos chão. Não quer arriscar tanto? O azul e branco do azulejo português é a saída.

Algumas vezes é preciso mantes pés nos chão. Não quer arriscar tanto? O azul e branco do azulejo português é a saída.

Dylan Omeiri, Intercambista

Extremamente Folk. Aqui, os homens também tem vez.

Extremamente Folk. Aqui, os homens também tem vez.

Bruno Siqueira, Publicidade e Propaganda

Ah essas barbas! Tenho que admitir: continuam, sem data para deixar os rostos dos homens. É preciso muito cuidado e manutenção para ter a barba perfeita, não exagere.

Ah essas barbas! Tenho que admitir: continuam, sem data para deixar os rostos dos homens. É preciso muito cuidado e manutenção para ter a barba perfeita, não exagere.

Não se esqueça, a moda é plural!

Até sábado que vem.