O STREET STYLE NA PUC

Reportagem: Victor Hugo Reis
Edição: Hellen Albuquerque

Outono/Verão

Algumas vezes afirmo a mim mesmo: Curitiba tem todas as estações. Mas nas últimas semanas oscilamos entre o outono e o verão. Tente lembrar. Às vezes abafado, mas com forte vento.

No mundo da moda, há tempos tenho a mesma visão. Tanto para a primavera/verão quanto para o outono/inverno são, em grande maioria, os mesmos tecidos, cores, influências e estampas!

Enquanto as passarelas estão no próximo outono/inverno (2014), nós estamos entrando no verão. E eu já antecipo: O que você usa hoje pode usar amanhã!

Aproveite, em Curitiba isso é possível. Assim como nosso humor oscilante – a temperatura também é.

 

004

De olho nestes sapatos. São creepers, comuns entre as décadas de 50’ a 90’, depois deste período, deram “sinal de vida” nos anos 2000. Agora, tanto mulher quanto homem – mais comum para eles; podem abusar: neste verão e no inverno do ano que vem, é tendência.

Outro close. De novo vamos ver a cena underground – os estilos punk e gótico renascendo. Durante todo inverno! Enfim, tudo o que aparenta forte, brutal, pesado de se usar: de novo. Vai testando.

Outro close. De novo vamos ver a cena underground – os estilos punk e gótico estão renascendo. Durante todo inverno! Enfim, tudo o que aparenta forte, brutal, pesado de se usar: de novo. Vai testando.

Quem disse que fugimos das mesmices? Para elas, o estilo boyfriend – roupas com influência masculina - perdura. Neste verão as camisas podem ser usadas de inúmeras maneiras, e com os variados tipos de sapatos e acessórios. Aproveite este conforto!

Quem disse que fugimos das mesmices? Para elas, o estilo boyfriend – roupas com influência masculina – perdura. Neste verão as camisas podem ser usadas de inúmeras maneiras, e com os variados tipos de sapatos e acessórios. Aproveite este conforto!

 

Os meninos podem aproveitar, pois, as peças ganharam vida e cor. Destaque para os padrões florais, geométricos, riscas, bolinhas, paisley e até estampados animais nas camisas. Das cores mais vistas nos desfiles de moda masculina, destacam-se as cinzas, azuis e castanhos, nos mais variados tons e a combinação de ROXO e AMARELO – must have.

Os meninos podem aproveitar, pois, as peças ganharam vida e cor. Destaque para os padrões florais, geométricos, riscas, bolinhas, paisley e até estampados animais nas camisas. Das cores mais vistas nos desfiles de moda masculina, destacam-se as cinzas, azuis e castanhos, nos mais variados tons e a combinação de ROXO e AMARELO – must have.

Até breve!

Urbana Moda arte

Reportagem: Bruna Morais

Fotografia: Camila Costa                                                                                                    

Edição: Daniel Souza

O último dia da feira de profissões da PUC ocorreu no sábado (10), e contou com o desfile, Urbana Moda Arte, das alunas de Design de Moda da universidade. Através de um concurso desenvolvido pela própria PUC, as alunas tiveram a oportunidade de expor o seu talento na semana de moda de Curitiba, e agora as peças retornam ao ambiente acadêmico em uma exposição aos futuros calouros. As peças que compuseram o desfile foram inspiradas em paisagens urbanas, inicialmente foram produzidas em algodão e depois sofreram o processo de grafite como uma interferência urbana.

Mari Leal e sua criação.

Mari Leal e sua criação.

 Segundo a estilista Mari Leal (23) a parte da frente da peça, é mais natural e quando a modelo vira de costas, o detalhe principal é revelado e esse é o diferencial que constrói o conceito do desfile “Quando elas entram na passarela, você tem o mapeamento da cidade, mas quando elas viram a questão da interferência da cultura e da arte vêm à tona” complementou a aluna.

Imagem

Interferência urbana nas roupas.

 Outra estilista que participou do desfile foi a Grazielle Teixeira (21) que disse ter sido inspirada pelo próprio grafiteiro “Pensei em uma roupa ampla, que ele tivesse espaço para trabalhar”.

Imagem

Grazielle Teixeira com a sua peça (costas).

As estudantes que venceram o concurso e montaram a coleção foram: Aline Balbino, Grazielle Teixeira, Kelly, Mariana Leal e Sophia Wood

Além da coleção, as meninas do curso customizaram suas camisetas da PUC e foram suas próprias modelos na feira.

Imagem

Camisetas customizadas (Helen Castanho, Amanda Mendes, Karol Viana, Elisa Mazocco e Jéssica Isadora).