O STREET STYLE NA PUC

Reportagem: Victor Hugo Reis
Edição: Hellen Albuquerque

Outono/Verão

Algumas vezes afirmo a mim mesmo: Curitiba tem todas as estações. Mas nas últimas semanas oscilamos entre o outono e o verão. Tente lembrar. Às vezes abafado, mas com forte vento.

No mundo da moda, há tempos tenho a mesma visão. Tanto para a primavera/verão quanto para o outono/inverno são, em grande maioria, os mesmos tecidos, cores, influências e estampas!

Enquanto as passarelas estão no próximo outono/inverno (2014), nós estamos entrando no verão. E eu já antecipo: O que você usa hoje pode usar amanhã!

Aproveite, em Curitiba isso é possível. Assim como nosso humor oscilante – a temperatura também é.

 

004

De olho nestes sapatos. São creepers, comuns entre as décadas de 50’ a 90’, depois deste período, deram “sinal de vida” nos anos 2000. Agora, tanto mulher quanto homem – mais comum para eles; podem abusar: neste verão e no inverno do ano que vem, é tendência.

Outro close. De novo vamos ver a cena underground – os estilos punk e gótico renascendo. Durante todo inverno! Enfim, tudo o que aparenta forte, brutal, pesado de se usar: de novo. Vai testando.

Outro close. De novo vamos ver a cena underground – os estilos punk e gótico estão renascendo. Durante todo inverno! Enfim, tudo o que aparenta forte, brutal, pesado de se usar: de novo. Vai testando.

Quem disse que fugimos das mesmices? Para elas, o estilo boyfriend – roupas com influência masculina - perdura. Neste verão as camisas podem ser usadas de inúmeras maneiras, e com os variados tipos de sapatos e acessórios. Aproveite este conforto!

Quem disse que fugimos das mesmices? Para elas, o estilo boyfriend – roupas com influência masculina – perdura. Neste verão as camisas podem ser usadas de inúmeras maneiras, e com os variados tipos de sapatos e acessórios. Aproveite este conforto!

 

Os meninos podem aproveitar, pois, as peças ganharam vida e cor. Destaque para os padrões florais, geométricos, riscas, bolinhas, paisley e até estampados animais nas camisas. Das cores mais vistas nos desfiles de moda masculina, destacam-se as cinzas, azuis e castanhos, nos mais variados tons e a combinação de ROXO e AMARELO – must have.

Os meninos podem aproveitar, pois, as peças ganharam vida e cor. Destaque para os padrões florais, geométricos, riscas, bolinhas, paisley e até estampados animais nas camisas. Das cores mais vistas nos desfiles de moda masculina, destacam-se as cinzas, azuis e castanhos, nos mais variados tons e a combinação de ROXO e AMARELO – must have.

Até breve!

O STREET STYLE NA PUC

Reportagem: Victor Hugo Reis
Edição: Hellen Albuquerque

É festa!

O fim de ano traz muitas comemorações, em incrível quantidade.

As influências deste verão estão cada vez mais amplas – me surpreendo até. Então, entre na vibe de festivais dos anos 19970 a 1990. Peças em cores extremamente vibrantes é a cara da estação.

O tie dye – técnica de tingimento feita com os tecidos amarrados, muito popular entres os hippies- também volta. Pra quem gosta de usar o que produz, tinja suas peças e “se jogue no arco-íris”! As marcas Triton, Amapô e Oh, Boy! fizeram o mesmo, e as peças são de muita atitude e ousadia. Pra quem é dessa forma, aproveite.

As estampas estão imensas, com temas específicos, muitas vezes sem sentido. Nada de desenhos! A vez é da geometria. Junte o Gipsy e a contemporaneidade: tenha a nova tendência.

Érica Padilha, Publicidade e Propaganda

Érica Padilha, Publicidade e Propaganda.

Se atente as formas estampadas na calça. É a geometria louca que, também, apareceu na nova coleção da Versace.

 

Meninos também podem! O tie dye discreto, mas notável.

Meninos também podem! O tie dye discreto, mas notável.

 

Saiões podem – devem – neste verão. Te lembrou algo? (coluna passada), mas as estampas são atuais!

Saiões podem – devem – neste verão. Te lembrou algo? (coluna passada), mas as estampas são atuais!

O STREET STYLE NA PUC

Reportagem: Victor Hugo Reis
Edição: Hellen Albuquerque

É tempo de renovação

Hoje, às 00h00, começa o Horário de Verão brasileiro. Dias mais longos e quentes se aproximam. Uma fase de boas vibrações e anseios. É a época certa para se repaginar.

Nesta estação, as tendências do Folk e Gipsy continuam… Estilos que agregam influências culturais das tribos indígenas, hippies e ciganas.

Apresentam-se por meio de lenços, tecidos texturizados, bordados, peças em camurça, coletes e… Ahhh, as franjas – elas continuam, mas não se esqueça dos acessórios, os detalhes deles é que fazem diferença!

A palheta de cores não poderia ser diferente, muito terrosa com variações para ocre e vermelho. Estampas? Sim, de animais, por favor!

Carolina Toppan, Arquitetura e Urbanismo

Carolina Toppan, Arquitetura e Urbanismo.

Esta é a vibe certa. Entre o Folk e Cigano.

Lorena Sagati, Relações Públicas

Repare na estampa de pavão, flui naturalmente com os cabelos e acessórios extravagantes. Têm cara e coragem? Use!

Repare na estampa de pavão, flui naturalmente com os cabelos e acessórios extravagantes. Têm cara e coragem? Use!

Bruna Marques, Psicologia

As franjas, não preciso mais falar sobre. Detalhe são os Spikes na blusa.

As franjas, não preciso mais falar sobre. Detalhe são os Spikes na blusa.

Ana Simões, Publicidade e Propaganda

Referência do movimento Punk nos anos 1970, os Spikes perduram até hoje – e até a próxima estação.

Referência do movimento Punk nos anos 1970, os Spikes perduram até hoje – e até a próxima estação.

Natalia Rzniski, Arquitetura e Urbanismo

Algumas vezes é preciso mantes pés nos chão. Não quer arriscar tanto? O azul e branco do azulejo português é a saída.

Algumas vezes é preciso mantes pés nos chão. Não quer arriscar tanto? O azul e branco do azulejo português é a saída.

Dylan Omeiri, Intercambista

Extremamente Folk. Aqui, os homens também tem vez.

Extremamente Folk. Aqui, os homens também tem vez.

Bruno Siqueira, Publicidade e Propaganda

Ah essas barbas! Tenho que admitir: continuam, sem data para deixar os rostos dos homens. É preciso muito cuidado e manutenção para ter a barba perfeita, não exagere.

Ah essas barbas! Tenho que admitir: continuam, sem data para deixar os rostos dos homens. É preciso muito cuidado e manutenção para ter a barba perfeita, não exagere.

Não se esqueça, a moda é plural!

Até sábado que vem.